Para além da Rota do Sol


O evento Rota do Sol de fortalecimento das culturas populares tem como impacto para a população local a busca por uma consciência coletiva na questão da sobrevivência, sustentabilidade e cultura em relação às transformações no que se refere ao despertar de uma forma de pensar e interpretar os valores locais. Nesse sentido, revela um suporte subversivo para questões culturais no favorecimento de um intercâmbio entre outras culturas, isso eleva a fomentação do encontro, da experiência e o que é mais significante, de uma memória para os devidos moradores da referida região.

No aspecto educacional desponta para novas fronteiras do conhecimento permitindo significados e interpretações em relação aos desdobramentos de um ensino da valorização da cultura local começando com o público infantil até os mais velhos. De poder identitário, estabelece a essência dos costumes locais provocando nas relações sociais parâmetros de referência em virtude da logística da Rota do Sol. Em resumo o evento é um oásis em tempos áridos. Produz encontros, enriquece a memória local fazendo uma nova história e redimensiona as relações sociais com alacridade e afetos na construção de um novo cidadão do Alto Sertão Paraibano.

O festival também contribui de forma significativa no aumento da transparência e visibilidade das narrativas e estéticas do sertão. Provoca um turismo não só rural, mas, um turismo do sentimento. A Rota do Sol traz o turismo de sentir o sertão, desde a paisagem até as riquezas emocionais existentes nos cotidianos dos sertanejos. Par tanto, o turismo deve ser provocado pelas emoções, e a Rota do Sol consegue construir um sentimento de nordestinidade. Vamos sentindo o sertão pela Rota do Sol!

Então, para isso as crianças devem nascer e pertencer na elaboração e planejamento do evento Rota do Sol. Há de se considerar, que o turismo é muito interessante na medida em que não prejudique a essência da região. Deve ser refuncionalizado sem perder suas características. A região já possui desenvolvimento, é dinâmica em detrimento da Associação Cultural Pisada do Sertão, apenas deve manter sua singularidade em busca de ações que promovam bem estar e emoções.

O festival Rota do Sol promove e provoca o desenvolvimento da referia região, mas, deve ser planejado e pensado com cautela para que não venha criar sucessos efêmeros. A região pode se tornar um polo de turismo local, não só durante o festival, mas o ano inteiro em detrimento da Cidadania do Afeto em virtude do protagonismo das crianças e dos jovens residentes na referida região.

A equipe está de parabéns por fornecer aconchego aos visitantes, palestrantes e aos grupos. Fazer um evento é fazer uma história é deixar suas pisadas na memória da plateia, dos moradores, dos visitantes, dos dançarinos, do pessoal da comunicação, dos montadores do palco, das cozinheiras e dos organizadores. Sinto-me lisonjeada em participar de um evento de tamanha riqueza. Consigo enxergar uma grandeza no desencadeamento da logística e do comprometimento com os todos os cidadãos. Mais uma vez agradeço, venha sentir o sertão, venha para Rota do Sol!

Rúbia Lóssio, representante da IOV Secção Brasil


0 visualização

Quem somos

A Pisada do Sertão atua desde 2004 no sertão paraibano atendendo crianças, adolescentes e jovens e suas famílias em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza, com a missão de promover seu desenvolvimento integral por meio da cultura nordestina contribuindo para a transformação social do território sertanejo.

Contato

Telefone: (83) 99837-9891

CNPJ: 08.842.657/0001-08
Representante legal:  Alicia Chagas dos Santos
Endereço: Poço de José de Moura, Sertão da Paraíba, CEP 58908-000

Apoio

Links importantes

Desenvolvido por vvv. make the web simple